Página:Til (Volume I e II).djvu/37

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


— Que me importa? Hei de dizer mecê.

— Não há de, não senhor!

— Está disfarçando! Não quer que se fale dos segredinhos com o Afonso?

— E faz mal isso? perguntou a menina com sincera surpresa.

Aumentou-se o vexame de Miguel, que mordia os beiços com desejo de soltar uma palavra, e se continha pelo receio do desagrado da menina.

— Mas não vê que Afonso gosta de você.

— Estimo bem! disse Inhá dando uma pirueta.

— Então?...

— Acabe!

— Então Inhá também gosta dele?

— Também!

— Ah!

— Tanto como de você, nhô Miguel!