Página:Til (Volume I e II).djvu/39

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


si, e o embebia na meiguice de seu olhar, e na ternura de seu carinho.

— Mas eu não gosto dela, balbuciou o moço.

— Pois não fale mais comigo, disse a menina afastando-se arrufada.

— Escute, Inhá!

— Vem?

O rapaz hesitava.

— Você promete...?

— Não prometo nada.

— Se Afonso quiser brincar com você...

— Eu hei de brincar com ele, muito, muito, muito!

Cada um destes advérbios, a menina o acentuou batendo com o tacão no chão.

— Então não vou!

— Não venha! Quem lhe pede?

Caminhou ela direito à tronqueira; e entrou na fazenda.