Página:Til (Volume I e II).djvu/47

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


— Que é que senhor quer saber?

— O diabo sempre vai hoje à vila?

— Vai, meu branco; o diabo vai, mas não é capaz de cair no inferno, não!

— Alguém o há de empurrar. A que horas sai ele da fazenda? É mesmo de manhã?

— Não tarda. Cavalo já está selado; capanga só vai um, mofino como quê! Os outros, Faustino arranjou, como branco sabe.

— Então só leva duas pessoas?

— Duas só, sim senhor. Paje e capanga.

— Está bom; toma lá, para o pito, disse o cavaleiro atirando-lhe um pataco de prata. Agora vê se vais dar com a língua nos dentes.

— Eh!... Monjolo mesmo!... Branco não conhece este negrinho da carepa, não!