Página:Ultimos Sonetos.pdf/102

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
96
ULTIMOS SONETOS


Silencio e préce no fatal segredo,
Perante o pasmo do sombrio medo
Da Morte e os seus aspectos reverentes...

Silencio para o desespero insano,
O furor gigantesco e sobre-humano
A dôr sinistra de ranger os dentes!