Página:Ultimos Sonetos.pdf/145

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


EXHORTAÇÃO


Corpo crivado de sangrentas chagas,
Que atravéssas o mundo soluçando,
Que as carnes vaes ferindo e vaes rasgando
Do fundo d'Illusões velhas e vagas;

Grande isolado das terrestres plagas,
Que vives as Esphéras contemplando,
Braços erguidos, olhos no ar, olhando
A ethérea chamma das conquistas magas;