Página:Ultimos Sonetos.pdf/195

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


TRIUMPHO SUPREMO


Quem anda pelas lagrimas perdido,
Somnambulo dos trágicos flagéllos,
É quem deixou para sempre esquecido
O mundo e os ruteis ouropéis mais bellos!

É quem ficou do mundo redimido,
Expurgado dos vicios mais singelos
E disse a tudo o adeus indefinido
E desprendeu-se dos carnaes anhélos!