Página:Ultimos Sonetos.pdf/202

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
196
ULTIMOS SONETOS


Para sempre está feito o augusto pacto!
Cégos seremos do celeste tacto,
Do Sonho envôltos na estrellada rêde,

E perdidas, perdidas no Infinito
As nossas almas, no clarão bemdito,
Hão de emfim saciar toda esta sêde...