Página:Ultimos Sonetos.pdf/26

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
20
ULTIMOS SONETOS


Nunca mais de tremer terás direito...
Da Natureza todo o Amor perfeito
Adorarás, venerarás contricto.

Ah! basta encher, eternamente basta
Encher, encher toda esta Esphéra vasta
Da convulsão do teu soluço afflicto!