Pacotilha poetica/Em que empregará melhor o tempo

Wikisource, a biblioteca livre
< Pacotilha poetica
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pacotilha poetica
Em que empregará melhor o tempo


SENHORAS

2 Em escreverdes aos amantes
  Sabeis é tempo perdido,
  Escrevei antes p'ra as gazetas,
  Que são do vosso partido.

3 O vosso dinheiro todo
  Em futeis cousas gastais:
  No emtanto que junto a vós
  Mil pobres não enxergais.

4 Vós namorais, namorais
  Co'a mira no casamento;
  Ide rezar pelos mortos
  Como freira no convento.

5 Como sois de meia idade
  Tereis optimo fadario,
  Se deixando-vos de amantes,
  Pegardes no santo rosario.

6 Deixai-vos de tantas modas
  Causa de mil empecilhos,
  Pegai na linha e na agulha,
  E cosei p'ra vossos filhos.

7 Em namorar! Boa vida
  Passais sempre de janella;
  Tudo o mais, trabalho, agulha,
  E' para vós bagatella.

HOMENS

2 Lá no largo do Capim
  O melhor tempo passais;
  Fazeis bem, que é lá que mora
  A nympha que namorais.

3 Com essa cara de santo,
  Que direi cara de tolo,
  Tendes emprego excellente
  Quando fabricais tijolo.

4 Em pouca cousa bem util,
  Pois que sois um mandrião,
  Que comeis tranquillamente
  Do Orçamento da nação.

5 De manhã lês os jornaes,
  A' tarde dormes a sésta,
  A' noite folgas em bailes,
  Passas todo o dia em festa!

6 Em nada, que o vosso tempo
  Em prazer esperdiçais;
  E' porque vós não sabeis
  O que prodigo gastais.

7 Em nada, p'ra que servis?
  Qual é a vossa missão?
  Por vós sómente suspira
  A casa de Correcção.

SENHORAS

8 Acordais e correis logo
  Para o vosso toucador,
  E ireis compondo estragos
  Do tempo consumidor.

9 Melhor não, peior é quando
  Namorais a quem está ahi:
  Que lhe fazeis por carinhos
  Macaquices de saguy.

10 Como sois bella e magrinha,
   Mesmo como um bicho pâo,
   Namorais um sujeito
   Mais secco que um bacalháo.

11 Muito bem o empregarias
   Se houvesses occupação,
   Mas esperdiças á grande,
   Qual vadio sempre em vão.

12 Na costura, porém, isso
   Vós tratais de bagatella,
   De sorte que o santo dia
   Levais todo de janella.

HOMENS

8 Andais sempre parolando
  Por pequenos armarinhos;
  Melhor fôra aos vossos filhos
  Prodigar vossos carinhos.

9 Em jogar damas, gamão,
  Com um velho sebastianista,
  Ao menos ainda assim
  Conseguireis ser artista.

10 Como para espionar
  Tendes quéda mui propicia,
  Ide, amigo, sem demora,
  Ser pedreste da policia.

11 Sois um vadio de conta
  E um emprego eu vos desejo;
  Correi as ruas da côrte
  A tocar o realejo.

12 Empregai em outra cousa,
  Que já comvosco se intica,
  Por serdes d'ha muitos annos
  Politicão de botica.