Pontos Cantados para Oxum

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
  • Os pontos cantados aqui reproduzidos são de domínio público, pertencendo à tradição oral que acompanha as religiões afro-brasileiras.


Ê, Emoriô, ê, Emoriô

Orí Paô

Oní Paô


Eu vi Mamãe Oxum chorando

Foi uma lágrima que eu quis aparar

Oraieieu Minha Mãe Oxum

Não deixe a nossa Umbanda se acabar.


A cachoeira de Mamãe Oxum

É tão bonita que dá gosto ver

As águas rolam, as águas brilham

Mas que beleza, mamãe

Que maravilha!

Aie ie ó Mãe, me pega me joga no ai eu ô!


Na cachoeira, eu vi, eu vi

Rainha da cachoeira, eu vi, eu vi

Mamãe Oxum, abençoando seus filhos, lá na cachoeira


Eu vi a mamãe Oxum

Sentada na cachoeira

Colhendo lírio, lirulê, colhendo lírio, lirulá

Colhendo lírios pra enfeitar nosso Congá

Colhendo lírio, lirulê, colhendo lírio, lirulá

Colhendo lírios pra enfeitar nosso Congá


Samba, Samba monameta

Ke zina Ke cê

Ki samba â

Samba monameta

Ke sina ke cê

Ki samba

(rito angola)


Averê d'Oxum é madumbó

Averê d'Oxum é madumbó

É madumbó e na vodundá

No tundá xuê

Averê D'Oxum é madumbó

É madumbó é na vodundá

No tundá xuê