Tradução Brasileira da Bíblia/Esdras/VII

Wikisource, a biblioteca livre
< Tradução Brasileira da Bíblia‎ | Esdras
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Esdras - Capítulo VII
por Vários


  1. Ora depois destas cousas, no reinado de Artaxerxes, rei da Pérsia, Esdras, filho de Seraías, filho de Azarias, filho de Hilquias,
  2. filho de Salum, filho de Zadoque, filho de Aitube,
  3. filho de Amarias, filho de Azarias, filho de Meraiote,
  4. filho de Zeraías, filho de Uzi, filho de Buqui,
  5. filho de Abisua, filho de Finéias, filho de Eleazar, filho do sumo sacerdote Aarão;
  6. Esdras subiu de Babilônia. Era ele escriba versado na lei de Moisés, que Jeová, Deus de Israel, tinha dado. O rei concedeu-lhe tudo quanto pediu, conforme a mão de Jeová, seu Deus, era sobre ele.
  7. No sétimo ano do rei Artaxerxes subiram para Jerusalém alguns dos filhos de Israel, dos sacerdotes, dos levitas, dos cantores, dos porteiros e dos Netinins.
  8. Esdras chegou a Jerusalém no quinto mês, no sétimo ano do rei.
  9. Pois no primeiro dia do primeiro mês partiu de Babilônia, e no primeiro dia do quinto mês chegou a Jerusalém, conforme a boa mão de Jeová, seu Deus, sobre ele.
  10. Porque tinha preparado o seu coração para buscar a lei de Jeová e a cumprir, e para ensinar em Israel estatutos e juízos.

  11. Esta é a cópia da carta que o rei Artaxerxes deu ao sacerdote Esdras, escriba, a saber, ao escriba das palavras dos mandamentos e dos estatutos que Jeová deu a Israel.
  12. Artaxerxes, rei dos reis, ao sacerdote Esdras, escriba da lei do Deus do céu, perfeito etc.
  13. Eu decreto que todos os do povo de Israel, e seus sacerdotes e os levitas que se acham no meu reino, e queiram subir para Jerusalém, vão contigo.
  14. Porquanto és enviado da parte do rei e dos seus sete conselheiros para indagares a respeito de Judá e de Jerusalém, segundo a lei do teu Deus, a qual está na tua mão;
  15. e para levares a prata e o ouro, que o rei e seus conselheiros oferecem espontaneamente ao Deus de Israel, cuja habitação está em Jerusalém,
  16. como também toda a prata e ouro que achares em toda a província de Babilônia, juntamente com as ofertas voluntárias do povo, e dos sacerdotes, que as oferecerem voluntariamente à casa do seu Deus, que está em Jerusalém.
  17. Portanto com toda a diligência comprarás com este dinheiro novilhos, carneiros, cordeiros, e suas ofertas de cereais e de libações, e as oferecerás sobre o altar da casa do vosso Deus, que está em Jerusalém.
  18. Fazei com o resto da prata e do ouro tudo o que te parecer bem a ti e a teus irmãos, conforme a vontade do vosso Deus,
  19. Os vasos que te são dados para o serviço da casa do teu Deus, entrega-os perante o Deus de Jerusalém.
  20. Tudo o mais que for necessário para a casa do teu Deus, e que te for preciso dar, dá-lo-ás da casa dos tesouros do rei.
  21. Eu, sim eu, o rei Artaxerxes, ordeno a todos os tesoureiros que estão além do Rio, que se entregue com toda a pontualidade tudo o que vos pedir o sacerdote Esdras, escriba da lei do Deus do céu,
  22. até cem talentos de prata, até cem coros de trigo, até cem batos de vinho, até cem batos de azeite e sal à vontade.
  23. Tudo o que for ordenado pelo Deus do céu, isso se faça exatamente para a casa do Deus do céu. Pois por que há de haver ira contra o reino do rei e de seus filhos?
  24. Nós vos declaramos também que, no tocante a qualquer um dos sacerdotes e levitas, dos cantores, porteiros, Netinins, ou servos desta casa de Deus, não será lícito exigir-lhes nem tributo, nem imposto, nem direito de trânsito.
  25. Tu, Esdras, segundo a sabedoria do teu Deus, que possuis, aponta magistrados e juízes, que julguem todo o povo que está além do Rio, isto é, todos os que conhecem as leis do teu Deus; e ensinai a quem não as conhece.
  26. Todo aquele que não observar a lei do teu Deus, e a lei do rei, seja condenado ou à morte, ou ao desterro, ou à confiscação de bens, ou à prisão.

  27. Bendito seja Jeová, Deus de nossos pais, que pôs no coração do rei este desejo de ornar a casa de Jeová, que está em Jerusalém;
  28. e que me tornou digno da misericórdia do rei, dos seus conselheiros e de todos os príncipes poderosos do rei. Confortado eu, segundo a mão de Jeová, meu Deus, sobre mim, ajuntei de Israel homens principais para subirem comigo.