Saudades de Noronha

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Saudades de Noronha
Letra por Gercy Teles de Menezes
Melodia por Laffayte Lopes
Hino de Fernando de Noronha. O hino de Fernando de Noronha foi - originalmente - uma valsa, composta pelo Major Gercy Telles de Menezes, cantada por todos os que integravam o "Posto de Observação de Mísseis Teleguiados", na região do Boldró, ocupada por técnicos americanos, de 1957 a 1965, sendo ele o intérprete brasileiro desse grupo de trabalho. Quando a canção foi escolhida para ser o hino noronhenses, a partitura foi enviada para um musicista pernambucano - Lafayette Lopes - a fim de adaptá-la para "dobrado" e ser ela gravada pela Banda da Polícia militar de Pernambuco. Esse foi o papel daquele musicista.


Entre ondas bravias, azuis
Sob um céu sempre cheio de luz,
Há um pedaço da minha terra,
Esta ilha, que a todos seduz.
Brancas praias, rochedos, luar
E o Pico, altaneiro, sem par,
Fernando de Noronha é um sonho
Do qual ninguém quer despertar.

Quem já viu qualquer coisa mais bela
Que os abismos do Sancho e Sapata,
Italcable, Cacimba do Padre
E o mar, espumando na Rata?
Atalaia, baía Sueste,
E, no mastro do forte, a bandeira,
São cenários que nunca se esquece,
São lembranças para a vida inteira!.