Página:A Patria Brazileira.djvu/37

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa

— 21 —

Apenas terminou a troca desses cumprimentos, o grande phonographo do Barão do Rio Branco repetiu o Hymno Brazileiro, apanhado da celebre banda da Guarda Republicana de Paris.

Todos os brazileiros presentes abraçaram vivamente o benemérito compatriota, exprimindo-lhe, em phrases repassadas de commoção, o grande enthusiasmo que sua victoria, que é a da Pátria, desperta em todos os corações brazileiros.

Apenas foi conhecida a decisão arbitral, todos os Ministros extrangeiros acreditados em Berna, bem como grande numero de funccionarios suissos, foram pessoalmente felicitar o Barão do Rio Branco.»

O laudo suisso interessando particularmente o Estado do Pará, de que o antigo Contestado era parte integrante, vejamos, em complemento do que já vos relatámos, como repercutiu em Belém, capital daquelle Estado.

A noticia, offlcialmente transmittida do Rio de Janeiro pelo Ministro do Exterior, D′ Oljmtho de Magalhães, foi recebida pelo Governador do Estado, D′ José Paes de Carvalho, que, em diíferentes epochas′prestára também bons serviços á grande causa nacional.

Coincidia a data justamente com a da reunião do Conselho Municipal, ao qual o respectivo Presidente, Senador António José de Lemos, transmittiu a noticia da victoria do Brazil. Suspensa a sessão e incorporados os representantes do

Paes de Carvalho.