Página:A Patria Brazileira.djvu/52

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa

36


Proseguia, entretanto, a assembléa em suas resoluções revolucionarias, quando foi inopinadamente atacada pela tropa portugueza, que a dispersou, victimando muitas pessoas.


Aproveitou, então, o Rei o terror produzido na população, e annullando as medidas que tora antes obrigado a admittir, coníirmou a regência de D. Pedro e nomeou um novo Ministério.


Em seguida, dirigiu proclamações ao povo e retirou-se para bordo da náo D. João VI, onde seguiu, no dia 26 de Abril, para a Europa.

Levava, porém, a certeza de que o Brazil proclamaria sua independência.

São históricas as ultimas palavras dirigidas ao filho: «Pedro, o Brazil brevemente se separará de Portugal: si assim fòr, põe a coroa sobre tua cabeça, antes que algiun aventureiro lance mão delia.»

Não faltaram ao Príncipe difflculdades no melindroso posto, pois sendo o principal empenho d-a revolução de 1820, em Portugal, a preeminência deste, foram as Cortes, por medidas reiteradas, procurando amesquinhar-lhe a auctoridade. Chegaram mesmo a abolir as principaes instituições creadas no Brazil e a cliamar D. Pedro á Lisboa, sob o fútil pretexto de aperfeiçoar a educação, viajando pela Europa.

Evidenciado, emfim, por todos os meios, o firme propósito de ser de novo o Brazil reduzido ao deprimente papel de simples colónia, accendeu-se definitiva e irrevogavelmente o ideal ])atriotico da independência.

Priíicipc D. rcdro.