Ai dona feia! Fostes vos queixar

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ai dona feia! Fostes vos queixar
por João Garcia de Guilhade


Ai dona feia! Fostes vos queixar
Porque nunca vos louv'em em meu cantar
Mais ora quero fzar um cantar
Em que vos louvarei de todas as
maneiras;
E vedes como vos quero louvar:
Dona feia, velha e sandia.

Ai dona feia! Se com tanto ardor
Quereis que vos louve, como
trovador,
Trovas farei e e tal teor
Em que louvada de toda a maneira
Sereis, tal é o meu louvor:
Dona feia, velha e sandia.

Ai dona feia! nunca vos louvei
Em meu louvar eu que tanto trovei
E eis que umas trovas vos dedicarei
Em que lovada de toda maneira
Sereis e assim vos louvarei.
Dona feia, velha e sandia.