Amanheceu finalmente

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Descreve o poeta huma jornada, que fez ao Rio Vermelho com huns amigos, e todos os acontecimentos.
por Gregório de Matos

1Amanheceu finalmente
o Domingo da jornada
co'a mais feia madrugada,
que viu nunca o Oriente:
bufava o Sul de valente,
de soberbo o mar roncava,
ninguém a briga apartava,
e eu perplexo, mudo, e quedo
entre valor, e entre medo
en salgo, y no salgo estava.

2Resolvi-me, e levantei-me,
posto que o quente da cama
com Gonçalo, e com sua ama
dizendo estava, comei-me:
vesti-me, e aderecei-me:
batem os pais de ganhar,
mandei-lhes abrir, e entrar,
estava a rede à parede,
e em pondo o vulto na rede,
comecei de caminhar.

3Cheguei a São Pedro, e em vão
busquei os mais companheiros,
que devendo ir os primeiros,
não tinham ido até então:
entrei na imaginação
de se acaso me enganassem,
e acaso as bestas faltassem,
que havia eu de fazer,
e foi fácil resolver,
que por bestas lá ficassem.

4Assim o cri, e era assim,
pois o pouco espaço andado
veio o Jardim esbofado
mais rosado, que um jardim:
não vem mais outro rocim?
lhe perguntei com desdém:
ele respondeu, não vem;
estive aguando os canteiros,
e não acho os companheiros,
pois não me cheira isto bem.

5Isto dito, assoma o Freitas,
e eu disse entre duvidoso,
o Gil é-me belicoso
mas tem cara de maleitas:
chegou, e as minhas suspeitas
veio tanto a confirmar,
que disse, que o seu tardar
fora causado, e nascido
de o rocim lhe haver fugido,
indo ao Tororó parar.

6Quem deu tão ruim conselho
(disse eu) a esse catrapó,
pois quer ir ao Tororó,
antes que ao Rio Vermelho?
mas um cavalo tão velho,
que já por cerrado perde,
que muito, que se deserde
do vermelho, e seus primores,
se deixa todas as cores
um cavalo pelo verde.

7Que é do Gil? não aparece.
E o Guedes? fica sem besta.
Eia pois, vamo-nos desta,
que o sol trepa, e a calma cresce;
quem não aparece, esquece;
vamo-nos sem conclusão;
com que eu na rede um cação,
e os dous nas duas cavalas
fazíarnos duas alas,
e as alas meio esquadrão.

8Assim fomos caminhando
sobre os dous cavalos áscuas
alegres como uas páscoas,
ora rindo, ora zombando:
eu que estava perguntando
pela viola, ou rabil,
quando ouvimos bradar Gil,
que recostado à guitarra
garganteava a bandarra
letrilhas de mil em mil.

9Olá, ô! chegou o Tudesco:
e já ele entre nós vinha
posto sobre uma tainha,
feito Arião ao burlesco:
riu-se bem, falou-se fresco,
e eu da viola empossado
cantava como um quebrado.
tangia como um crioulo,
conversava como um tolo,
e ria como um danado.

10Apertamos logo o trote,
e em breve fomos chegados,
onde éramos esperados
pelo ilustre Dom Mingote:
ali o nosso sacerdote,
vendo a nova arquitetura
da casa da Virgem pura,
se apeou por venerá-la,
os mais puseram-se em ala,
passei eu, e houve mesura.

11Tornamos a cavalgar,
e vendo tão pouco siso,
tomou o dia tal riso,
que se pôs a escangalhar:
parou tudo em chuviscar,
e os malditos cavaleiros
picaram tanto os sendeiros
que eu mesmo não entendia,
que sendo cavalaria,
fugissem como piqueiros.

12Eu fiquei com minha mágoa
solitário, e abrasado,
dando-me pouco cuidado,
que a rede nadasse em água:
por seu ofício se enxágua
toda a rede nágua clara,
e se esta se não molhara,
com abalo, ou sem abalo
nem eu vira o São Gonçalo,
nem também jantar pescara.

13Orvalhado um tanto, ou quanto
o santo me agasalhou,
e logo a chuva passou,
que foi milagre do santo:
tratava-se no entretanto
da missa, e estando esperando,
ali vieram chegando
duas belezas ranhosas,
sempre à vista bexigosas,
e feias de quando em quando.

14Para a missa do Santinho
mui pouco vinho se achou,
e ele fez, que inda sobrou,
porque é milagroso em vinho:
tomamos dali o caminho
para o porto das jangadas
ver as casas afamadas
do nosso Domingos Borges,
que sem levarmos alforjes
nos pôs as panças inchadas.

15O Gil, que é tão folgazão
se foi ao pasto folgar,
e se outra cousa há de achar,
achou um camaleão:
lançou-lhe intrépido a mão,
e com pulsos tão violentos
cortou ao bruto os alentos,
que depondo o bruto a ira
disse, que depois o vira,
pelo Gil bebia os ventos.

16Deu-nos gosto, e prazer arto
um caçador tão gentil,
porque vimos, que era o Gil
mais lagarto, que o lagarto:
e assim como estava farto
de vento o camaleão,
Gil assim de presunção
tão inchado estava, e duro,
que foi força dar-lhe um furo
para ter evacuação.

17Sopas de leite almoçamos,
e logo o Guedes chegou,
que nem pão, nem leite achou,
e achou, que o apregoamos:
mas todos depois jantamos
uma olha imperial,
e houve repolho fatal
ensopado, e não de azeite
com pratos de arroz de leite,
e vontade garrafal.

18Já levantados da mesa
se quis cantar, senão quando
a pança me estava impando
a goela entupida, e presa:
eu tenho esta natureza,
que depois de manducar
não me é possível piar:
será, porque certarnente
pança farta, e pé dormente,
como é adágio vulgar.

19Sesteamos no areal
onde o mar por mazumbaia
refrescando estava a praia
com borrifos de cristal:
a onda piramidal,
que nos ares se desata,
descaindo em grãos de nata
pedia por bom conselho,
que em vez de Rio Vermelho
lhe chamem Rio da Prata.

20O Sol vinha já descendo
por graus, ou degraus do Céu,
e a todos nos pareceu
o irmo-nos acolhendo:
forarn-se os rocins prendendo,
e selados, e enfreados,
allons dissemos a brados
já postos nos cavalinhos,
e alvoroçando os caminhos
chegando, fomos chegados.