Amor, em que grave dia vos vi

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amor, em que grave dia vos vi
por Dom Dinis


Amor, em que grave dia vos vi,
pois (a) que tam muit'há que eu servi
jamais nunca se quis doer de mi;
e pois me tod'este mal por vós vem,
mia senhor haja bem, pois est assi,
e vós hajades mal e nunca bem.
 
Em grave dia que vos vi, Amor,
pois a de que sempre foi servidor
me fez e faz cada dia peior;
e pois hei por vós tal coita mortal,
faça Deus sempre bem a mia senhor
e vós, Amor, hajades todo mal.
 
Pois da mais fremosa de quantas som
(jamais) nom pud'haver se coita nom,
e por vós viv'eu em tal perdiçom
que nunca dormem estes olhos meus,
mia senhor haja bem por tal razom,
e vós, Amor, hajades mal de Deus.