As uvas pretas em cachos

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campesinas por Cruz e Sousa
As uvas pretas em cachos
Poema agrupado posteriormente e publicado em O Livro DerradeiroCampesinas


As uvas pretas em cachos
Dão agora nas latadas...
Que lindo tom de alvoradas
Na vinha, junto aos riachos.

Este ano arados e sachos
Deixaram terras lavradas,
À espera das inflamadas
Ondas do sol, como fachos.

Veio o sol e fecundou-as,
Deu-lhes vigor, enseivou-as,
Tornou-as férteis de amor.

Eis que as vinhas rebentaram
E as uvas amaduraram,
Sanguíneas, com sol na cor.