Canto de exaltação a São Roque

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Canto de exaltação a São Roque
Letra por Edson João Gonçalves (Edson D'aísa)
Melodia por Cândido Francisco de Camargo (Neto)
Hino do município de São Roque


Surge estância altaneira
Um sol ardente por ti
Do verde das tuas matas
Brotam, águas do Aracaí.

Embala um sono sereno
Berço de colo moreno
Poetas da natureza são índios
Do Vale Carambeí.

O grande eleva teu nome
O forte luta até o fim
Rio de sangue nas veias
Da terra onde nasci.

São Roque, São Roque!
Agosto dourado de Ipê
São Roque, São Roque!
Guardo em meu peito você.

Da serra do Taxaquara
Ao morro do Saboó
Do Ibaté se avista
A surgir "Minha gente paulista”

O teu céu cor de anil resplandece
Sob a luz do Cruzeiro do Sul
Homens frutos da tua videira
Semeando o chão de Vaz Guaçú

Herdeiros das tuas glórias
Cantam o teu esplendor
Filhos do solo sagrado
Bebem na fonte o amor

São Roque, São Roque!
Agosto dourado de Ipê
São Roque, São Roque!
Guardo em meu peito você.