D. João, Infante de Portugal

Wikisource, a biblioteca livre
(Redirecionado de D. João Infante de Portugal)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
D. João, Infante de Portugal
por Fernando Pessoa
Poema publicado em Mensagem (1934).

Não fui alguem. Minha alma estava estreita
Entre tam grandes almas minhas pares,
Inutilmente eleita,
Virgemmente parada;

Porque é do portuguez, pae de amplos mares,
Querer, poder só isto:
O inteiro mar, ou a orla vã desfeita —
O todo, ou o seu nada.