Diccionario Bibliographico Brazileiro/Alberto Borges Soveral

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Diccionario Bibliographico Brazileiro por Sacramento Blake
Alberto Borges Soveral


Alberto Borges Soveral — Natural da provinda do Rio Grando do Sul, nasceu em 1860. Constou-me por uma carta que recebi de sua provincia, que viera para o Rio de Janeiro em fins de 1880, afim de se matricular na escola polytechnica; procurei-o, e não pude encontral-o, sendo informado de que não se matriculara nesta escola.

Soveral foi collaborador da Idéa, periodico litterafio de Pelotas, em 1878, e ahi publicou:

A morte de Amalia Figueiroa: poesia onde elle escreve:

Além, na campa sombria
Descança inanime, fria
A fragil materia della!
Aqui, reluz o seu nome
De immorredouro renome,
Gravado em fulgente tela
De glorias, de luz, de amor...
..............................
E lá, aos pés do Senhor
Folga su'alma singela.
..............................
Aqui foi anjo que passou sonhando,
Nome deixando de eternal brazão...
Da negra morte, ao rebramir do vento,
Cane o talento, mas a gloria — não!...

Collaborou na Arena litteraria, da mesma provincia, onde se encontram muitas poesias suas, entre as quaes uma que tem por titulo:

Dorme, sonha... e ama — Escripta em Bagé, 1880. E além destas possue:

Um livro de poesias ineditas — que será publicado breve.