Diccionario Bibliographico Brazileiro/Alexandre Antonio Vandelli

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Diccionario Bibliographico Brazileiro por Sacramento Blake
Alexandre Antonio Vandelli


Alexandre Antonio Vandelli — Nasceu em Lisboa no anno de 1784, sendo seu pai o doutor Domingos Vandelli, distincto naturalista e lente jubilado da faculdade de philosophia de Coimbra; segundo affirma Innocencio da Silva, em 1834 por effeito das mudanças politicas do reino veio para o Brasil, onde entrou no serviço do imperio. Sem querer contrariar o bibliographo portuguez, devo comtudo declarar, que fui informado de que Vandelli já muito desgostoso em consequencia de accusações injustas feitas a seu venerando pai de proteger a invasão franceza em 1807, por causa das quaes accusações fôra preso, deportado e até cahira n'um estado de idiotismo, depois da morte delle se retirara para o Brazil pela época da independencia.

Como quer que seja Vandelli era brazileiro, si não adoptivo, naturalizado, e falleceu em 1859.

Antes de emigrar para o Brazil fizera com seu pai alguns estudos de historia natural e exercera os cargos de guarda-mór dos estabelecimentos litterarios da academia real das sciencias, de que fora socio, de ajudante da intendencia geral das minas e meta es do reino e de membro da commissão de reforma de pesos e medidas.

Escreveu:

Resumo da arte de distillação. Lisboa, 1813. 82 pags. — Esta obra foi impressa por conta da junta de commercio e gratuitamente distribuida.

Memoria sobre a gravidade especifica das aguas de Lisboa e seus arredores — Sahiu nas memorias economicas da academia real das sciencias, tomo 4.º

Experiencias sobre duas diferentes cascas do Pará — Idem, tomo 5o, 1818, pags. 132 e seguintes.

Additamentos ou nota á Memoria geognostica ou golpe de vista do perfil das stratificações das differentes rochas que compõem os terrenos desde a serra de Cintra até a de Arrabida (pelo Barão de Echwege) — Idem, tomo 11º, pags. 281 e seguintes.

Apontamentos para a historia das minas de Portugal, colligidos pelo ajudante, servindo de intendente geral das minas e metaes do reino, 1ª parte. Lisboa, 1824 . 23 pags. in-4.º

Zoologia portugueza computada por Alexandre Antonio Vandelli, extrahida de 43 autores e 53 obras. 1817. O original desta obra, um grosso volume in-4º, se acha na bibliotheca nacional. Se occupa de varios pontos da zoologia do Brazil.

Extracto de 88 autores para a nomenclatura zoologica portugueza. 1817. Idem, idem. — Tanto este, como o precedente, se conservam ineditos.

Retoques e rectificações a alguns elogios insertos na Revista do Instituto historico e geographico brazileiro, tomos 1º e 2.º Rio de Janeiro, 1851. 12 pags. in-4.º

Ingenuos reparos e reflexões sobre o projecto de um estabelecimento agricola, formulado pelo gymnasio brazileiro. 1850 Inedito. A cópia de 19 fols. se acha na bibliotheca nacional.

Refutação da memoria: Onde aprenderam e quem foram os artistas que fizeram levantar os templos dos jesuitas em Missões, etc. — Inserta na Revista do Instituto historico e geographico brazileiro, tomo 4º, n. 13, de Abril de 1842 — Ha um mans. de 8 fls., sem assignatura do autor, datado de 1851, pertencente á bibliotheca nacional. (Veja-se Rodrigo de Souza da Silva Pontes.)