Em Tradução:Crítica do Programa de Gotha/Prefácio

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Critica do Programa de Gotha
por Karl Marx
Prefácio


O manuscrito aqui publicado - a carta de cobertura para Bracke como a crítica do programa de esboço - foi enviada em 1875, pouco antes do Gotha Unity Congress, para Bracke em comunicação com Geib, Auer, Bebel1, e Liebknecht e subsequente retorno para Marx. Desde que o Congresso do Partido de Halle pôs a discussão sobre o Gotha Programme na agenda do partido, creio que eu deveria ser culpado pela supressão se eu negasse por mais tempo da publicidade esse importante - talvez o mais importante - documento relevante para essa discussão.

Mas o manuscrito tem ainda outro e ainda mais abrangente significado. Aqui pela primeira vez a atitude de Marx's quanto à política adotada por Lassalle em sua agitação desde o começo é clara e firmemente ?? adiante, ambos respeitam os princípios econômicos de Lassalle's e suas táticas.

A severidade implacável com a qual o programa de esboço é dissecada aqui, a falta de piedade com a qual os resultados obtidos são enunciados e os defeitos do rascunho desqualificados - tudo isso hoje, após quinze anos, não podem mais ofender. ?? específicos agora exixtem apenas no exterior como ruínas isoladas, e em Halle o Gotha Programme foi abandonado até mesmo por seus criadores como completamente inadequado.

Contudo, eu omiti algumas palavras e julgamentos críticos onde estes eram irrelevantes, e substituí-os por observações. O próprio Marx teria o feito também se tivesse publicado o manuscrito hoje em dia. A violência da linguagem em algumas passagens foi provocada por duas circunstâncias. Em primeiro lugar, Marx e eu fomos mais intimamente ligados com o movimento alemão que quaisquer outros; nós éramos, logo, compelidos a ser particularmente perturbados pelo passo decididamente retrógrado manifestado por esse programa de rascunho. E em segundo, nós estávamos naquele tempo, dificilmente dois anos após o Hague Congress of the International, comprometidos com a mais violenta luta contra Bakunin e seus anarquistas, que fizeram-nos responsáveis por tudo que acontecera no movimento proletário na Alemanha; conseqüentemente nós tivemos de esperar que seríamos também anexados à paternidade secreta desse programa. Essas considerações não mais existem e então não há necessidade das passagens em questão.

Por razões decorrentes da Lei de Imprensa, também, algumas frases foram substituídas por pontos. Onde eu tive de escolher uma expressão mais suave isso foi incluido em colchetes. Do contrário, o texto teria sido reproduzido palavra por palavra.


Londres, 6 de Janeiro de 1891

Notas[editar]

1. Antes da Critique of the Gotha Programme ser escrita, Engels escreveu uma carta para August Bebel expressando a surpresa sobre o programa da parte de Marx e Engels', criticando-o. (Back)