Hino do estado do Espírito Santo

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brasão do Espírito Santo.svg Hino do estado do Espírito Santo Bandeira do Espírito Santo.svg
Letra por Peçanha Póvoa
Melodia por Artur Napoleão
Hino oficializado pelo decreto-lei estadual nº 16.618, de 24 de julho de 1947.


Surge ao longe a estrela prometida,
Que a luz sobre nós quer espalhar;
Quando ela ocultar-se no horizonte,
Há de o sol nossos feitos lumiar.

Nossos braços são fracos, que importa?
Temos fé, temos crença a fartar;
Supre a falta de idade e de força,
Peitos nobres, valentes, sem par.

Salve o povo espírito-santense!
Herdeiro de um passado glorioso,
Somos nós a falange do presente,
Em busca de um futuro esperançoso.

Saudemos nossos pais e mestres,
A Pátria, que estremece de alegria,
Na hora em que seus filhos, reunidos,
Dão exemplos de amor e de harmonia.

Venham louros, coroas, venham flores,
Ornar os troféus da mocidade;
Se as glórias do presente forem poucas;
Acenai para nós posteridade!

Salve o povo espírito-santense!
Herdeiro de um passado glorioso,
Somos nós a falange do presente,
Em busca de um futuro esperançoso.