Hino do município de Alegrete

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Alegrete
Letra por Hernani Carvalho Schimitz
Melodia por Antônio Luiz Bagnati

Alegrete, Alegrete
Cidade continentina
Surgida em plena savana,
Nas guerras da Cisplatina.

Salve, salve
Augusta e bela
Centenária sentinela
Do nosso amado Rio Grande.

Plantada no pampa imenso
De pôr-de-sol sem igual,
És uma jóia engastada
No Brasil Meriodional.

Querência do audaz minuano
Também gleba do charrua,
Halo de glória e heroismo
Na tua história flutua.

Salve, pois
Augusta e bela
Centenária sentinela
Do nosso amado Rio Grande.