Hino do município de Angelim

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Angelim
Letra por João de Souza
Melodia por ?

No alvorecer de um novo dia
Surgiu no céu o sol da liberdade,
E com esplendor tão cedo anuncia
A Pernambuco nova comunidade.

Angelim, ó terra hospitaleira
Que abriga todos sem distinção
Uma partícula da pátria brasileira
Torrão sagrado desta imensa nação.

Teu brado é este, desde o primórdio:
Um por todos, todos por um,
Relembrando o grande feito
De novecentos e trinta e um.

Declarada a maioridade
No mesmo dia da emancipação
Em seis de junho passastes a cidade
Chegou a hora da libertação.

Sempre no exemplo do passado
Consiste a esperança do porvir
Trabalha o povo no solo amado
Com a vontade de progredir

Tens como emblema, desde o primórdio
A árvore verde que o brasão encerra
Simbolizando a perseverança
Dos denodados filhos desta terra

E como timbre a coroa altiva
Que aparece por cima dos montes
Patenteando como uma chama viva
Hoje são livres os teus habitantes

No verde-rubro da tua bandeira
Cintila a estrela com belo fulgor
Mostrando ao povo, desde a vez primeira
Que nesta terra há paz, luz e amor

Teu brado é este, desde o primórdio:
A liberdade aqui não terá fim
Guarda no peito a feliz sentença
O’ brava gente filha de Angelim

Angelim, ó terra hospitaleira
Que abriga a todos sem distinção
Uma partícula da pátria brasileira
Torrão sagrado desta imensa nação.