Hino do município de Bananal

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Bananal
Letra por Alcides Peixoto
Melodia por José Bráulio de Souza
Instituído pela Lei 98, de 27 de setembro de 2013.

Bananal, tua história é tão linda,
Toda cheia de afeto e de luz,
Teu passado de glória é ainda,
Relicário de fé que reluz.

Levantada por entre montanhas,
Por um povo que amava o Brasil,
Labutou em ingentes façanhas,
E mostrou ser herói e viril.

Refrão (2x)

Salve, salve, cidade leal
Honra e glória de imenso país,
Para nós teu passado é fanal,
De um futuro risonho e feliz.

Terra virgem que o escravo lavrou,
Transformando em brilhante tesouro,
De teu solo que Deus preparou,
Vicejaram belos frutos de ouro.

De verdes cafezais, um colar,
Foi ornado de tua pujança,
No passado tornou-se sem par,
No presente és cidade, és herança.

Refrão (2x)

Salve, salve, cidade leal
Honra e glória de imenso país,
Para nós teu passado é fanal,
De um futuro risonho e feliz.

Da província paulista, pioneira
Foste estrela de brilho invulgar,
Engastada no azul, altaneira,
Desta pátria no céu a pairar.

Terra máter de ilustres barões
Que levaram o teu nome além-mar,
Celebrar-te as excelsas lições,
É viver, é amar, despertar.

Refrão (2x)

Salve, salve, cidade leal
Honra e glória de imenso país,
Para nós teu passado é fanal,
De um futuro risonho e feliz.