Hino do município de Cosmorama

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Cosmorama
Letra por Senhor Sebastião Almeida Oliveira
Melodia por Professor Silvio Bertoz
Hino oficializado pela lei municipal nº 930, de 25 de setembro de 1981.


Cidade de Cosmorama,
tens um risonho porvir,
teu nome ja ganhou fama
visão de glorioso sorrir.

Cosmorama fartas messes,
semelham pomos de ouro,
como luzidas quermesses
de teu progresso o tesouro.

Cosmorama, a condestável,
Cheia de glória e encantos,
É uma cidade adorável
Embalada de acalantos.

Cosmorama, a condestável,
Cheia de glória e encantos,
É uma cidade adorável
Embalada de acalantos.

Belo rincão varonil,
Cosmorama segue avante,
um pedaço do Brasil
nesta terra bandeirante.

Vencendo renhida luta
o coração a exultar
eis a cidade impoluta
cabe inteira num altar.

Cosmorama, a condestável,
Cheia de glória e encantos,
É uma cidade adorável
Embalada de acalantos.

Cosmorama, a condestável,
Cheia de glória e encantos,
É uma cidade adorável
Embalada de acalantos.

E aos antigos fundadores,
desta nesga do sertão
rendamos nossos louvores
a essa gente de então.

Que esta terra pioneira
tenha dias de explendores,
merece, a terra faceira,
o hino dos vencedores.

Cosmorama, a condestável,
Cheia de glória e encantos,
É uma cidade adorável
Embalada de acalantos.

Cosmorama, a condestável,
Cheia de glória e encantos,
É uma cidade adorável
Embalada de acalantos.