Hino do município de Guaiçara

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Guaiçara
Letra por Rhode de Oliveira Dias Silva
Melodia por José Antônio da Silva (Maestro Nikinho)
Hino oficializado pela lei municipal nº 1.623, de 18 de novembro de 1999.

Solo fecundo, céu multicolor,
foice, serra e machado:
Era o cenário de um projeto de labor,
que o homem trouxe, por Deus encaminhado.
A ferrovia rasgava as densas matas,
levando aos índios revolta e temor.
E com seus trilhos - serpentes preteadas -
fez da aventura um hino de louvor.

Matas ao chão, a madeira abençoada
Erguia casas: o vilarejo surgiu.
E com moldura verde, iluminada
pela pujança do Brasil,
fez-se Guaiçara no Patrimônio Salvador,
com gente de brio e de vontade renovada:
novo farol com o brilho do valor,
fé e coragem aqui bem semeadas

Guaiçara, Berço das Plantas,
presépio de progresso industrial!
Teu povo bom consagra e canta,
com destemor, a fé no ideal
de servir, de lutar, de amar tuas raízes,
de beber da tua força,
se enfeitar com teus matizes.

Quanta riqueza te deram os cafezais,
milho, algodão e frutos de sabor;
com a pecuária e também canaviais,
teu mundo é verde: Retrato de Amor!
Tens muito mais: a Festa de São João,
a fé do povo no Santo Padroeiro!
No Carnaval, tens Zumbi e Conceição,
e o Mangue Seco alegrando os fevereiros.

Guaiçara, Berço das Plantas,
presépio de progresso industrial!
Teu povo bom consagra e canta,
com destemor, a fé no ideal
de servir, de lutar, de amar tuas raízes,
de beber da tua força,
se enfeitar com teus matizes.