Hino do município de Ingazeira

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Ingazeira
Letra por José Rufino da Costa Neto (Dedé Monteiro)
Melodia por Israel Campelo da Silva


Nobre Ingazeira, meu torrão querido,
Que outrora fostes lar dos cariris,
Tu tens a força do teu povo unido
E ser teu filho só me faz feliz!

Refrão
Terra querida,
Cresça sempre mais
Teu povo anseia
Por progresso e paz.

Nasceste à sombra do cristianismo
E o Pajeú não te deixou pagã
Uma ingazeira fez o teu batismo,
Na esperança de um grande amanhã.

Quanta grandeza demonstraste outrora
Antes da longa e negra decadência...
Mas é passado... e o que vale agora
É tua força, tua independência!

Sob os auspícios do varão José
Tu serás sempre toda abençoada
Quem nasce ungido do sinal da fé
Não tem motivos pra temer a nada.

Teu clima quente, tuas noites calmas.
Enchem teus filhos de satisfação
São lenitivos para as nossas almas
Princesa nobre desta região!

Do Minadouro quem te escala a serra,
Te vendo inteira, sente a palpitar
Do mesmo orgulho que teu peito encerra
De haver nascido neste chão sem par.

Mil novecentos e sessenta e três
Vinte do doze que emoção que glória.
Nos libertamos a segunda vez
Pra construirmos nossa própria história.