Hino do município de Jaguaripe

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Jaguaripe
Letra por Hercílio Albuquerque
Melodia por Abelardo Teixeira

<poem> Nascente em verde colina, em uma manhã sem neblina Numa alvorada de luz, dela surgiram outras terras Espargindo pelas serras as influências da cruz.

(Refrão) Salve colina dourada, dos municípios matriz Nascente de uma alvorada, assim tua história diz.

Tuas origens distantes, da era dos bandeirantes das Caminhadas viris Remontam os primeiros dias memoráveis Porfias, dos aguerridos tupis.

Entre dois rios valentes com muitos afluentes Dormitas serena e calma desdenhando o alvoroço Indiferente ao esforço dos que te levam a palma.

Da Barra ao Ponta-Leite se divisa o minarete da tua vetusta, Igreja e o sol beleza de vê-lo com emoção E desvê-lo o sinal da cruz enseja.

Ao avistar-se altaneira tua excelsa Padroeira, Encrustada na matriz nossa amargura fenece como a dizer Numa prece, não há povo mais feliz.

Aos dezoito de dezembro sem exceção de um só membro Todo o povo te saúda, pois o pão que alimenta é mais A fé que sustenta numa Santa Virgem D´Ajuda.