Hino do município de Jardinópolis (São Paulo)

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Jardinópolis
Letra por Newton Reis
Melodia por Nelson Biasoli
Julho/1982


Jardinópolis, és um pedaço do infinito
Vamos louvar-te num hino de glória
Do mundo, erguendo um grito
Aos valores imortais de tua história

De Pereira da Silva, a fé e crença
José de Araújo outro vulto arrojado
Em Silva Jardim o legado de avença
Figuras presentes no passado

As andorinhas alegres e alvissareiras
Voam pelas torres do templo elevado
Vão pousando na estreita soteira
Voejando no espaço azulado

Desde ilha grande a moça bonita
O despertar de novas visões
No progresso desta terra bendita
A juventude trará troféus de campeões

Quando a hóstia se eleva angelical
Sobe com ela o sol do firmamento
E um sino a tanger dominical
Numa oração divina em pensamento

Jardinópolis, bela na graça
Jardinópolis, cheia de pássaros
Jardinópolis, forte na raça
Jardinópolis, salve, salve

Oh!Terra, de compreensão e harmonia
De labor fecundo luz e cor
Povo honrado traz na face a alegria
Capital da Manga dourada com louvor

No altar de Deus a singela oração
Ao Bom Jesus da Lapa todo ardor
Venerando Santa Aparecida e São Pantaleão
Entoando cantos fortes de paz e amor

Este trabalho vibrante que eleva
A tua fama aos quatro ventos
Fazendo pulsar o coração da terra
Na reprodução sublime deste evento

A natureza com seus dotes de artista
Na sua infinita simplicidade
Soube reproduzir a alma paulista
Nesta dadivosa e feliz cidade

Que progrida Jardinópolis
Grande povo varonil
Viva, viva, Jardinópolis
Por São Paulo e pelo Brasil!