Hino do município de Lajeado (Rio Grande do Sul)

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino de Lajeado (Rio Grande do Sul)
Letra por Álvaro Santi
Melodia por Álvaro Santi

Lajeado!

Neste Vale abençoado
Onde brota a ametista,
O alimento e a voz do artista...

Capital, chamam a ti
desde chão rico e formoso:
Vale fértil Taquari
Rio profundo e caudaloso.

Vem do solo tua riqueza
Mineral, cidade jóia,
No trabalho ele se apóia,
E no amor à natureza.

Lajeado!

Neste Vale abençoado
Onde brota a ametista,
O alimento e a voz do artista...
Lajeado!...

O colono agricultor,
Superando adversidade,
Conseguiu, com seu labor,
Cultivar esta verdade:

Se é pequena a propriedade,
Pela terra é grande o amor;
Menos guerra, mais suor,
Contra a fome, a amizade.

Lajeado!

Neste Vale abençoado
Onde brota a ametista,
O alimento e a voz do artista...

Lajeado!...

Alemães e italianos,
Portugueses e africanos,
Com engenho edificaram
A cidade que hoje cantam.

Mais de um século passado,
Sempre jovem te conservas,
E um futuro te reserva
Liderança neste Estado.

Lajeado!

Neste Vale abençoado
Onde brota a ametista,
O alimento e a voz do artista...

Lajeado!...