Hino do município de Lajinha

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Lajinha
Letra por Janio Vilas Bôas Pramos
Melodia por Janio Vilas Bôas Pramos

Oh Lajinha torrão onde nasce o sol
Com mais luz nas manhãs resplandece
Tens a graça de um povo de sempre,
Com amor o teu nome engrandece.
Fortaleza do meu sol nascente,
Construtora dos meus ideais,
Eis que amar em meu jeito por ti,
Não se escavai, não se extingue jamais.

Refrão

Oh Lajinha adorada!
Sempre amada hás se ser!
Nesta Pátria que floresce,
A tua glória sempre cresce,
Com o Brasil hás de vencer.
Vencerás! Vencerás! Vencerás!

Tens a graça de um céu mais azul
E dos teus campos sempre em labor;
Tuas lindas cascatas murmuram
A mais linda canção de amor;
Na beleza dos teus cafezais,
Representas assim orgulhosa,
Um pedaço de Minas Gerais.

No teu estrelado há mais azul,
Como é belo o teu luar,
Princesinha do Leste que seduz,
Este povo contigo a sonhar.
“Pequenina, porém muito nobre”.
Esta terra de penhor varonil,
Que se orgulha, além de mineira,
De ser chão deste grande Brasil.

Tens erguido, fiel, altaneiro,
O mais alto dos montes teus,
Sentinela que alto se inclina,
Mas se curva diante de Deus.
Empunhando a tua bandeira,
Entoando esta tua canção,
Caminharemos sem temer as barreiras,
Com a fé no coração.