Hino do município de Ouro Preto

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Ouro Preto
Letra por Carlos Veloso
Melodia por Augusto Correa Magalhães


Em cada aresta de pedra
Ema epopéia ressoa
Na terra formosa e boa
Onde a guilheta não medra.

Refrão
A terra, que um cento de anos
Duas vezes viu passar
Possui, dos ouropretanos,
Em cada peito um altar (bis)

A névoa que cobre a rocha
Do mais brando e puro véu,
Quando a manhã desabrocha,
É um beijo que vem do céu.

Os fatos de Vila Rica
Lembram raças titãs,
Cuja memória nos fica
Para os mais nobres afãs.

Guarda o seio das montanhas
Os áureos filões mais ricos.
Contempla os altos picos
Das laceradas entranhas.

Protege, Deus, estes lares
Dos filhos dos bandeirantes,
Por estas serras gigantes
São outros tantos altares.