Hino do município de Porto Esperidião

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Porto Esperidião
Letra por Ênio Donizete de Arruda
Melodia por Ênio Donizete de Arruda
Oficializado pela Lei Municipal 102/93 de 26 de abril de 1993



Num brado altivo de glória
De um povo humilde e gentil
Januário Miranda ficaste a história
Desta terra de belezas mil.
Foi Salitre teu nome criança
Mato Grosso em teu coração
Esperidião Marques e nhambiquaras
Tu nasceste Porto Esperidião.

Salve, salve linda terra
És orgulho da nação
Brandamos em vasta franqueza
Porto ! Porto ! Esperidião.

Rondon deixaste tua marca
Patrono da comunicação
Com brancos, negros e índios
Desbravando deste sertão.
Natureza colorindo a vida
O cantar da siriema e da juriti
O perfume das flores campestres
Da fronteira até o Aguapeí.

Salve, salve linda terra
És orgulho da nação
Brandamos em vasta franqueza
Porto ! Porto ! Esperidião.

O teu solo produz o alimento
A banana, o arroz e o feijão
No trabalho do nativo e migrante
Garantindo nossa alimentação.
O gado no campo se expande
O berrante chamando a boiada
A paçoca e o guaraná
Boiadeiro na sua jornada.

Salve, salve linda terra
És orgulho da nação
Brandamos em vasta franqueza
Porto ! Porto ! Esperidião.

As águas do rio Jauru
Que jorram rumo ao Pantanal
Se pesca, se banha e navega
Em seu leito triunfal.
A tradição de sua cultura
Da padroeira e do curussé
A cavalhada, cantos e danças
Cururu, rasqueado e chamamé.

Salve, salve linda terra
És orgulho da nação
Brandamos em vasta franqueza
Porto ! Porto ! Esperidião.