Hino do município de Rio Novo

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Rio Novo
Letra por Carmo Gama
Melodia por Maria Dias Silveira

Salve, gentil Rio Novo,
Filha de Minas Gerais!
Salve! No amor de teu povo!
Salve! Em teus belos anais!

Refrão

Em teu louvor nossas vozes,
Dos corações juvenis,
Voem, céleres, velozes,
Por todo vasto país!

Teu seio imenso tesouro,
Celeiro de promissão,
Oferece pomos de ouro,
Do trabalho em galardão.

Refrão


Do fundo vale às colinas,
Fez-te grande a natureza,
Gema sem jaça de Minas,
Berço de amor e beleza.

Refrão


Por isso intensos palpitam
Por ti mil peitos ferventes
De todos que em ti habitam,
Dos próprios filhos ausentes.

Refrão


Ceres, com mão carinhosa,
Com tanto afago te orvalha,
Que mil por um, dadivosa,
Pagas sempre a quem trabalha.

Refrão


Flora a Pomona em teus prados
Onde a vida prepondera
Em flores e frutos grados
Dão-te infinda primavera.

O deus das artes, Apollo,
Do olympo, a etérea mansão,
Fecunda sempre teu solo
No sol da doce instrução.

Refrão


Eia, Rio Novo! Caminha
Aos galarins do porvir!
Todo o triunfo se aninha
Nas azas do progredir.

Refrão


Sejam teus filhos titans,
Unidos em teu amor:
Por teu bem os afans,
O seu constante labor.

Refrão


Abre teu úbere seio
A indústria; dá-lhe gasalho:
Ela é o filão, farto veio
Que recompensa o trabalho.

Refrão


Protege as letras; teus filhos
Subtrai das trevas a luz,
Do amor lhes mostra os rebrilhos
Nas santas leis de Jesus.

Refrão


Assim, nos doces cantares
Da grata posteridade,
Céus de paz serão teus lares
No amor, na felicidade.

Refrão


Salve, terra hospitaleira,
Na paz e união de teu povo!
Salve, pérola mineira,
Salve, gentil Rio Novo!