Hino do município de Saboeiro

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Saboeiro
Letra por Antonio Erlindo Braga
Melodia por Vicente José Malheiros da Fonseca

Salve, ó Terra de valentes guerreiros
Berço de ideais republicanos no sertão
Pátria de ilustres e notáveis brasileiros
Ó Saboeiro, ó Saboeiro,
Tu és dos Inhamuns o coração.

Salve, ó terra sagrada por brava gente conquistada
De passado histórico grandioso
Teu destino é sempre ser amada
Ó Saboeiro, ó Saboeiro,
Tu és torrão natal glorioso!

Em teu solo fértil e acolhedor
Vive um povo generoso, altivo e forte
Que luta com tenacidade e destemor
Sem temer nem mesmo a morte
(Sem temer nem mesmo a morte)

Tuas agradáveis noites de céu estrelado
São tão belas quanto aquelas de luar
E o Jaguaribe nos Caldeirões represado
Encanta tanto quanto o mar
(Encanta tanto quanto o mar).

Ó Saboeiro, ó Saboeiro,
Meu coração quer te homenagear!
Ó Saboeiro, ó Saboeiro,
Meu coração quer te homenagear!