Hino do município de Santo Anastácio

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Santo Anastácio
Letra por Paulo Cesar Lopes Corsaletti
Melodia por Fabrício Crepaldi Corsaletti


Quando o sol surgia no horizonte
A paisagem branca era o algodão
Hoje o branco é o gado
E a paz que mora em cada cidadão

Na Praça Atalibal Leonel
Os pracinhas da revolução
A fonte luminosa
A Igreja, o coreto, a estação

Oh, Santo Anastácio
Não consigo te esquecer
Oh, Santo Anastácio
Terra boa de viver

Ontem matas deslumbrantes
Hoje andorinhas num vôo de saudade
O verde dos seus campos
É o desenho da esperança da cidade

Santo Anastácio
Suas ruas largas, artérias de um coração
O seu encanto
Vem da magia da miscigenação

Tão brasileira
O verde e branco estampado na bandeira
Tanta conquista
Orgulho e glória do oeste paulista

Oh, Santo Anastácio
Não consigo te esquecer
Oh, Santo Anastácio
Terra boa de viver