Hino do município de Tabapuã

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hino do município de Tabapuã
Letra por Cesarino Brugugnolli e Áurea Musa Rondino
Melodia por Cesarino Brugugnolli


Salve, salve, Tabapuã
O teu povo feliz com amor
Coração palpitando de alegria
Te saúda cantando com ardor

Viva, viva, cidade gentil
Pequenina e singela assim
És pedaço do Brasil
Dessa Pátria gigante sem fim

Qual diamante de fino quilate
És do estado a jóia mais rica
O teu povo ao lutar não se abate
No trabalho que dignifica

Chovem bênçãos do céu nesta terra
Tabapuã, és o encanto dos teus
Da riqueza que o solo encerra
Sai fortuna por graças de Deus

Viva, viva, cidade gentil
Pequenina e singela assim
És pedaço do Brasil
Dessa Pátria gigante sem fim

Na escola, o mestre ensina
Com saber, amor, dedicação
Na lavoura, o colono anima
O progresso de arado no chão

Assistência que torna amena
A existência, o bem comum
Na cidade milagre Tabapuã
Um por todos e todos por um

Viva, viva, cidade gentil
Pequenina e singela assim
És pedaço do Brasil
Dessa Pátria gigante sem fim

Oficina de amor ao trabalho
Onde o povo, operário tenaz
Verte o suor como gotas de orvalho
Na lavoura que tanto te apraz

Para ver-te mais bela lutamos
Dar-te-emos até nossa vida
És florão do estado que amamos
E orgulho da Pátria querida

Viva, viva, cidade gentil
Pequenina e singela assim
És pedaço do Brasil
Dessa Pátria gigante sem fim

Os teus filhos do campo ou da cidade
Uns aqui, outros já bem distantes
Do passado sentimos saudades
Dessa terra tão glorificante

Salve, salve, Tabapuã
O teu povo feliz com ardor
Coração palpitando de alegria
Te saúda cantando com amor

Viva, viva, cidade gentil
Pequenina e singela assim
És pedaço do Brasil
Dessa Pátria gigante sem fim