Marinha Crespa, sabedes filhar

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marinha Crespa, sabedes filhar
por Pêro da Ponte


Marinha Crespa, sabedes filhar
eno paaço sempr'un tal logar,
en que han todos mui ben a pensar
de vós; e por én diz o verv'antigo:
     "a boi velho non lhi busques abrigo".

Eno inverno, sabedes prender
logar cabo do fogo, ao comer,
ca non sabedes que x'ha de seer
de vós; e por én diz o verv'antigo:
     "a boi velho non lhi busques abrigo".

Eno abril, quando gran vento faz,
o abrigo éste vosso solaz,
u fazedes come boi, quando jaz
eno bon prad'; e diz o verv'antigo:
     "a boi velho non lhi busques abrigo".