Martín jograr, que gran cousa

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Martín jograr, que gran cousa
por João Garcia de Guilhade


Martín jograr, que gran cousa:
ja sempre convosco pousa
     vossa molher!

Veedes-m'andar morrendo,
e vós jazedes fodendo
     vossa molher!

Do meu mal non vos doedes,
e moir'eu, e vós fodedes
     vossa molher!