Meu amig', u eu sejo

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Meu amig', u eu sejo
por Dom Dinis


Meu amig', u eu sejo
nunca perco desejo
senom quando vos vejo,
e por em vivo coitada
com este mal sobejo
que sofr'eu, bem talhada.
   
Viver que sem vós seja
sempr'o meu cor deseja
vós, atá que vos veja,
e por em vivo coitada
com gram coita sobeja
que sofr'eu, bem talhada.
   
Nom é senom espanto,
u vos nom vejo, quanto
hei desej'e quebranto,
e por em vivo coitada
com aqueste mal tanto
que sofr'eu, bem talhada.