O "Manteau"

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O "Manteau"
por Humberto de Campos
Conto publicado em Grãos de Mostarda


(Max Viterbo)

O Conde Barnabé de Maistre era um dos apaixonados de mme. Block, a formosa esposa do conhecido banqueiro judeu. O conde havia lhe permitido um lindo "manteau" de dez contos de réis, e procurava o melhor meio de entregar-lho sem que o marido suspeitasse.

Pouco afeito a semelhante situação, o velho fidalgo estava em dificuldades. Que diria Block ao ver a esposa com aquela peça de vestuário que ele não comprara nem conhecia? Afinal, o conde encontrou um meio. Fazia parte do mesmo clube que Block, e, um dia, apareceu-lhe com o "manteau".

— Tua mulher, Block, possuía um bilhete de rifa, que saiu premiado com este "manteau". Faze-me o favor de entregar-lho, sim?

— Com muito prazer, meu velho, — aquiesceu o banqueiro, sem maiores explicações.

No dia seguinte, ao voltar ao clube, Block chamou à parte o conde...

— Eu vou pedir-te um favor, sabes?

— Que é?

— Não digas à minha mulher que ela tirou o "manteau".

— ?...

— Ela não precisa daquilo; sabe? Então, eu...

— Tu...

— Eu o ofereci à minha "pequena", uma inglesinha, que ficou contentíssima.