O Rio de Janeiro em 1877

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Rio de Janeiro em 1877 por Artur de Azevedo
Introdução


A revista do ano 1877


Comédia de costumes populares, satírica e burlesca de espetáculo, jornada de couplets e coros, visualidades, transformações, em 3 atos, Um prólogo e [18] quadros, pelos Senhores Artur Azevedo e Lino d’Assunção. [Música de Gomes Cardim e outros.]


[editar]

A Política

A Ilustríssima

O Boato

Bedel

O City Improvements

O Cortiço

O Capoeira

O Beribéri

O Veículo

O Engraxate

O Carcamano

A Febre Amarela

A Inundação

A Seca


A Morte

Um Médico

A Subscrição

A Conferência

O Poeta

O Anjo da HUmanidade

[Fé] }

[Esperança] } [Personagens mudos]

[Caridade] }


Personagens da Comédia[editar]

Opinião

Um Espectador

Zé Povinho

O Boato

Um Urbano

A Política

Capoeira

Correio

Cocheiro-Veículo

O AAnjo da HUmanidade

1º Diretor

Um Caixeiro

Um Taberneiro Major

Tubo

Professor Público

1º da Cia de ConsUmo

Anúncio

Dondon

Uma Senhora

Um Padre

Um Médico

Um Homem Gordo

Outro Magro

Um Sócio

Um Burro

Cartomante

Santinha

Homem da Pêra

1º Amigo

Criado de General

1º Poeta

2º Poeta

1º Repórter

2º Repórter

Orador

1º Admirador

2º Admirador

Garden

Vila Bela

Um Popular

Dentista

Cacabana

Globo

Jornal do Comércio

Diário do Rio

Gazeta

Diário Popular

Reforma

Jornal da Tarde

O Senhor Filipe

O Telefone

Um Sujeito

Um Conservador

O Canal do Mangue

1º Gatuno

Um Moleque

Petizes 10

Jornal do Comércio e Todos os Jornais Empregados da Alfândega Mascarados Velhos

Rapazes

Crianças

Comissão de Senhoras

Vendedores

Povo Embuçados

Guarda Nacional

Teatro São Pedro

Imperial

Teatro Dom Pedro II

São Luis

Cassino

Fênix

Ginásio

Circo de Cavalhinhos

Varietés

Arte

Toureiro

Spetrini, Blondini, Tony e Bobe - Personagens mudos

Nota de Duzentos Mil Réis

[Um Urbano]

[Dois esgrimadores, Um deles Padre }