Página:A Bella Madame Vargas.djvu/153

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Madame Vargas

Dize sempre. Dize… Ficaremos com a situação clara.


Carlos

O amor é o soffrimento.


Madame Vargas

O amor é a dedicação. Mas não fales de amor!


Carlos

Falo, falo, sim. Queres saber? Soffres? Eu soffro muito mais. Já não vivo senão com a tua ideia, ideia de egoismo, de ambição, de desejo, seja! Mas tua! Cada um ama como pode. Ha trez mezes que me importava ires com outro… casares? Há dois mezes mesmo! Hoje eu não posso, eu não quero, oh! sim! não quero, não! Vêr-te com outro, só a lembrança me enche de sangue a cabeça e me atordôa.


Madame Vargas

Não divagues, Carlos. Fala a verdade.