Página:A Guerra de Canudos.djvu/60

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
48
A Guerra de Canudos

desembarcando a 8 em Itaporanga, vindas pelo Vasa-Barris, navegavel até mais longe por pequenos hyates e lanchões. Comvem salientar que alguns batalhões foram reforçados com pessoal obtido pelo presidente do Estado, o Dr. Martinho Garcez, que importantes e reaes auxilios prestou á expedição, na medida dos fracos recursos pecuniarios do pequeno, mas patriotico estado de Sergipe.

Assignalaremos em primeiro logar a orga nização e movimentos preparatorios da 2ª columna, em obediencia á ordem chronologica dos factos, visto ser a que antes foi organizada e movimentada. Na epocha de que tratamos, isto é, 27 de Abril, os batalhões destacados em diversos pontos, estavam promptos para effetuarem a concentração geral.

De chegada, o general Savaget organizou seu Estado-Maior da seguinte forma: assistente do Ajudante-general, o major do Estado-Maior de 1ª classe Antonio Constantino Nery; assistente do Deputado do Quartel-Mestre-general, o tenente do 26° Marcellino José Jorge; ajudante de ordens, o alferes José Augusto do Amaral; ajudante de Campo, o alferes João José d'Oliveira; escripturarios, os Alferes Aarão de Brito Lima e Hildebrando Segismundo de Bonoso. Como encarregado do serviço de engenharia seguia o tenente do Estado-Maior de