Página:A Patria Brazileira.djvu/306

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 288 —


Foi o i)rimeiro golpe recebido pela nefanda instituição, que assim ficou restringida aos escravos existentes no paiz.

Os progressos da civilisação brazileira, não poderiam, porém, permittir que alii ficasse interrompida a marcha da Liberdade. Estancada a fonte do torpe commercio, mantinha-se, entretanto, a do ventre escravo, pois os filhos da escrava eram, como ella, considerados captivos.

A campanha abolicionista foi alastrando -se, pouco a pouco, e nova victoria obteve a Givivisconde do Rio Jinuico. lisação, cui 28 de Sctcuibro de

1871, com José Maria da Silva Paranhos, Visconde do Rio Branco, e seus devotados auxiliares, propondo e fazendo votar a áurea lei denominada do — Ventre Livre: já no Brazil ninguém mais nasceria escravo. Restava-nos, portanto, exclusivamente, os escravos existentes. As idéas abolicionistas, porém, não se entorpeceram, e foram conquistando dia′a dia a consciência da Nação.

Em 1884, sendo Presidente do Conselho de Ministros o Senador Manoel Pinto de Sousa Dantas, que sobre a questão levantara a bandeira — «não retroceder, não parar, não precipitar» — foi apresentado á Assembléa Legislativa um projecto de lei, que, desenvolvendo o fundo de emancipação já creado pela lei de 1871, prohibia a venda de escravos dentro do i)aiz, de senhor a senhor, e entre outras pro-

Senador iJaiilas.