Página:A Patria Brazileira.djvu/322

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
304 —


Viscondes de Itaborahy e de Uruguay, Zacharias de Góes, Francisco Belisario, Martinho Campos e muitos outros.

Encontram collocação eminente entre os grandes oradores parlamentares — José Bonifácio de Andrada e Silva, também poeta e naturalista, que tão relevantes serviços prestou á nossa Independência, António Carlos, Acayaba Montezuma, Joaquim Nabuco, também historiador, diplomata e litterato, Ferreira Vianna, Ruy Barbosa, ao mesmo tempo publicista, jurisconsulto e jornalista, que, na phrase de um distincto escriptor, «é um desses homens que se poderiam chamar os accumuladores das forças intellectuaes

Visconde de Itaborahy.

de uma geração

e tantos, tantos, que já em 1829 o

illustre viajante inglez Walsh, tendo visitado o Brazil, dizia que os hrazileiros lhe pareciam- um povo de oradores; da mesma forma que na especialidade da eloquência sagrada realçam nomes como os de Euzebio de Mattos, também poeta, musico, desenhista e gravador. Frei Francisco de MonfAlverne, Dom António de Macedo Costa, verdadeira gloria do púlpito, tendo mesmo levado o encanto de sua palavra á França e a Itália, onde pregou, nas respectivas linguas, com extraordinário êxito. Amestradas e brilhantes pennas, aureolados nomes, conta o jornalismo brazileiro, entre outros, e além de muitos já citados, Gonçalves Ledo e Januário da Cunha Barboza,

Ferreira Vianna.