Página:A Patria Brazileira.djvu/342

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
322


D. Ronuialdo Seixas.

Homem de vasto saber e elevadas virtudes, tomou parte no Pará, de onde era fillio, nas luctas de nossa emancipação

politica, e exerceu mesmo altos cargos de eleição.

Foram sempre cordiaes as relações mantidas entre o Estado e os representantes da religião reconhecida como oííicial, sendo apenas perturbadas em 1873, quando, em Pernambuco, o respectivo Bispo, D. Frei Victal de Oliveira, levantou a celebre quesíão religiosa, ao qual se alliou o Bispo do Pará, D. António de Macedo Gosta, a propósito da execução de antigos preceitos da Egreja contra a Maçonaria, associação universal por ella condemnada.

Com o apoio moral do Papa, o Chefe da Egreja Catholica, oppuzeram-se os referidos Bispos a ordens emanadas do Governo, pelo que, processados pelo Supremo Tri])unal de Justiça, foram condemnados a quatro annos de prisão com trabalho, sendo ambos recolhidos á fortaleza de Villegaignon, no Rio de Janeiro.


Esta pena, porém, foi pouco depois commutada i)or D. Pedro II na de prisão simples, até que os amnistou em 187G a Princeza D. Izabel, então Regente do Império, na ausência de seu pae. D. Frei Victal, voltando á diocese de Pernambuco, falleceu

W′

~»*

D. António de Macedo Cosia.